terça-feira, 3 de abril de 2012

Grevilha Anã


A Grevilea Anã (Grevillea banksii), um arbusto australiano que se adaptou muito bem ao Brasil e se tornou uma das melhores opções para alimentar os nossos beija-flores devido à alta concentração de néctar de suas flores.
Arbusto da família das proteáceas nativo da Austrália com porte variando entre 4 a 6 metros e que pode ser conduzido como árvore através de poda dos ramos laterais. Esta planta apesar de ser originária de outro país é a melhor opção para alimentar os nossos beija-flores. Produz grande quantidade de flores riquíssimas em néctar com a vantagem de florescer durante o ano todo.
Por ser planta de pequeno porte pode ser cultivada próxima de residências promovendo a integração da fauna com a área urbana.
Luz: Pleno sol.
Solos: Vários tipos de solos exceto os muito úmidos.
Origem: Austrália.
Arbusto ou arvoreta bastante ornamental
NOME CIENTÍFICO: Grevillea banksii.
Nota: Existe a Grevillea banksii ‘Alba’, com flores brancas.
NOME POPULAR: Grevílea, grevílea-anã, grevílea-de-jardim.
FAMÍLIA: Proteaceae.
CICLO DE VIDA: Perene.
ORIGEM: Austrália.
PORTE: Arbusto que atinge de 4 a 6 metros de altura.

FOLHAS: De coloração verde-acinzentadas na página (lado) superior e esbranquiçadas na inferior. De formato lanceolado e bem finas., com 5-10 cm de comprimento por 1cm de largura.
FLORES: De coloração vermelha e branco-creme, são bastante ornamentais e exóticas, ocorrem quase o ano inteiro, mas principalmente no inverno e primavera.
Nota: É considerada uma das plantas que mais atraem beija-flores devido a grande quantidade de néctar em suas flores.
FRUTOS: Cápsulas com bastante semente.
TRONCO: Seu caule é bastante ramificado, pois a planta é um arbusto, mas pode ser transformado numa arvorar, cortando galhos laterais, deixando o principal.
LUMINOSIDADE: Sol pleno.
ÁGUA: Mantenha o solo ligeiramente úmido, nunca encharcado,  regar 2 vezes por semana, não descuidar principalmente enquanto a planta ainda for jovem.
CLIMA: Quente e úmido ou ameno. Tolerante a geadas.
PODA: Pode ser realizada, poda de formação e retirada brotações laterais e galhos mal formados e secos.
CULTIVO: Gosta de solo fértil, que tenha bastante, matéria orgânica e boa drenagem.
FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, abra uma cova de 40 x 40 cm e misture na terra retirada cerca de 20 a 30 litros de esterco de gado bem curtido, se for de frango a quantidade deve ser cerca de 1/3. Pode também ser aplicado NPK, fórmula 04-14-08, cerca de 10 colheres de sopa, após 1ano aplicar de 3 a 4 vezes por ano, começando com 3 colheres de sopa e indo aumentando a medida que a planta for crescendo, sempre ao redor do caule,nunca junto a ele.
UTILIZAÇÃO: Principalmente devido sua baixa manutenção é muito utilizada em  praças públicas, mas fica maravilhosa em jardins isolada ou em grupos. Suas raízes não são agressivas.
PROPAGAÇÃO: Por sementes.
PLANTA MEDICINAL: Utilizada como essência floral no tratamento de algumas doenças.
PLANTA TÓXICA: As flores e vagens das sementes são tóxicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário