Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O consumo como fator de degradação ambiental

O pintor francês Pablo Picasso já citava no século passado que todo ato de criação é acompanhado de um ato de destruição. Essa mera citação pode fazer analogia com o processo de degradação ambiental, que teve suas origens com o decorrer das Revoluções Industriais abruptas nos últimos séculos. Hoje, portanto, o mundo continua a evoluir industrialmente, assim, a humanidade assume cada vez mais um caráter consumista sem questionar as consequências. Hoje temos a necessidade de se reconhecer e procurar um acordo que limite os impactos do consumo humano, pois é um fator primordial na destruição do meio ambiente. Frente a isso, espera-se que o homem em seus processos industrialização possa criar alternativas que contenha tal problema. Vale ressaltar que o mundo já esta adentro de uma crise ambiental. Tem-se a exemplo a crise hídrica enfrentada por algumas regiões brasileiras, no qual nas décadas anteriores era impossível de se imaginar, já que o país é uma potencia hídrica.

Ademais deve-se c…

Últimas postagens

Brasil pode perder este ano o equivalente ao território de Portugal em áreas protegidas

Economia Circular

Inovação deve caminhar junto com sustentabilidade

Vínculo entre pobreza e mudança climática

Formigas inventaram agricultura para combater a seca antes do homem

Um legado verde para o cerrado goiano

Fracking, não!

Brasil só trabalha em estado de urgência

Água invisível: não há produto sem água!

Escarpa Devoniana: Ameaçada por falta de bom senso