Sistema elétrico poderá migrar de corrente alternada para corrente contínua


Entenda o que é corrente alternada e corrente contínua
Quando se fala em eletricidade, logo vem a questão da corrente alternada e corrente contínua. Como princípio básico, é fundamental saber a diferença entre elas. Por isso, vamos abordar isso, e você verá como é simples esse conceito.
Corrente Alternada - A corrente alternada (CA ou AC, em inglês) é aquela que é gerada nas usinas e percorre grandes distâncias até chegar nas tomadas de nossas casas. A característica dela é que não tem uma polarização, ou seja, não possui um polo positivo e outro negativo definidos como ocorre na corrente contínua. Por isso, seu sentido alterna, e seus polos são chamados de fases, porque cada um deles assume as duas condições (ocorre quando a tensão for 220V, pois há a presença de 2 fases). Ela é usada na transmissão em longa distância porque não ocorrem perdas de energia. No artigo anterior citado, nós vimos que a tensão elétrica é a responsável por "empurrar" a corrente elétrica. Na corrente alternada, podemos usar uma alta tensão para transmitir com velocidade a corrente elétrica sem perder grande energia, por isso ela é usada pra essa finalidade.
Corrente Contínua - A corrente contínua (CC ou DC, em inglês) é aquela que possui os dois polos, um positivo e outro negativo. Como possui polos definidos, o sentido dos elétrons se torna definido também, ou seja, partindo do polo positivo para o negativo por convenção, já que na realidade ocorre o contrário. Podemos encontrá-la principalmente em pilhas e baterias, geralmente em tensões baixas. Ela não é usada em transmissões de alta tensão e de grande distância porque como possui um sentido único, exigiria muita força pra "empurrar" os elétrons. Isso ocasionaria grandes perdas de energia. Quando ela se alterna, fica mais "leve" pra "empurrar".
Tesla versus Edison
No final do século XIX, travou-se uma batalha que definiria toda a atual infraestrutura elétrica mundial.
De um lado, Thomas Edison propunha a adoção da corrente contínua (CC); do outro, Nikola Tesla propunha a adoção da corrente alternada (CA).
Tesla venceu. Contudo, apesar de sua genialidade, ele nunca foi bem-sucedido nos negócios, e coube a George Westinghouse, entre outros, transformar suas ideias em projetos práticos e lucros.
Agora, três pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, acreditam que é hora de refazer esse trajeto e lançar um novo projeto, voltado não apenas para a renovação da economia e a geração de lucros, mas também para garantir o bem-estar das populações e gerar menos impacto para o meio ambiente.
Para isso, eles defendem a conversão de toda a rede de distribuição elétrica para corrente contínua - o tipo de energia disponibilizado pelas pilhas e baterias.
Conversão para corrente contínua
"Seu laptop roda com alguns poucos volts de corrente contínua, que precisam ser convertidos de corrente alternada," afirma Gregory Reed, que está propondo a ideia juntamente com seus colegas Bopaya Bidanda e John Camillus.
Mas não são só os computadores: praticamente todos os aparelhos eletrônicos, em casa e no escritório, possuem uma "fonte de alimentação" necessária para receber a corrente alternada da rede elétrica e transformá-la na corrente contínua necessária para alimentar seus circuitos.
"Pouquíssimos itens de hoje exigem corrente alternada trifásica. O uso e o desenvolvimento do mix energético de hoje torna a transição para a corrente contínua mais sensata e viável para a disponibilização de energia no futuro," acrescenta Reed.
Para isso, ele e seus colegas estão trabalhando em sistemas de corrente contínua de alta tensão, e planejam testá-los em microrredes de distribuição de alcance residencial e industrial. Os testes iniciais serão feitos em condomínios nos EUA e na Índia.
Corrente contínua é verde
O trio defende o potencial de uma rede de distribuição de corrente contínua para melhorar o nível de vida das populações mais pobres, afirmando que essa tecnologia permite combinar melhor o crescimento econômico com os benefícios sociais.
Isto porque, como a maior parte do nosso consumo é de corrente contínua, é muito mais fácil e barato desenvolver sistemas de armazenamento de energia fora da rede, em nível local, para beneficiar pequenas comunidades e romper com a tradição das grandes usinas.
Por exemplo, painéis de energia solar podem armazenar parte da energia em baterias e fornecê-las diretamente às casas, sobretudo em comunidades de baixa renda.
Segundo Bopaya Bidanda, isto pode "realmente mudar a vida de uma aldeia. Pode ser transformador. E mesmo olhando para a transmissão de longa distância, ela está começando a se tornar uma alternativa mais atraente do que a corrente alternada."
"A corrente contínua é verde. A corrente contínua beneficia o meio ambiente. A geração local de energia renovável é naturalmente CC, não CA. E a iluminação e os motores CC são muito mais eficientes. Há um enorme potencial para as empresas que se aproveitarem das economias e incentivos governamentais oferecidos pela CC," acrescentou John Camillus.
Os três pesquisadores planejam demonstrar suas ideias na prática instalando uma microrrede autossuficiente, contando com painéis solares, turbinas eólicas de pequeno porte, células a combustível e geradores a gás.
"Nós não estamos necessariamente dizendo que Edison estava certo. Ele não estava no seu tempo. Mas ele estaria hoje," conclui Reed. 

Comentários

  1. Desde o tempo da disputa de Tesla e Edison que o problema da corrente contínua o mesmo: a transmissão a da energia a longas distâncias. Além disso, os motores das fábricas rodam todos com corrente alternada e são hoje muito mais econômicos do que qualquer coisa que se faça com corrente contínua.
    Esta conversa é uma tremenda fantasia.
    Abraços
    Paulo

    ResponderExcluir
  2. LUIS ANTONIO DIVARDIN1 de março de 2015 16:43

    No meu entendimento isso é um retrocesso tecnológico, e mais uma forma de comercialização através de mudanças de padrão! Imaginem só, foi provado que a geração de energia "alternada" é muito mais barata de se produzir, muito mais viável o seu transporte e a sua forma de usa-la. E mesmo com o uso de aparelhos eletrônicos que utilizam corrente contínua, eles não são a "maioria", pois para se usar a corrente contínua se utilizam "baterias" que são agentes poluidores do meio ambiente, o lixo eletrônico é abundante e altamente poluidor! A energia alternada é facilmente convertida em contínua, qualquer carregador de celular utiliza corrente alternada convertida em contínua sem poluir, todos os meios de armazenamento de energia utilizam "baterias" que após seu tempo de vida útil poluem o meio ambiente. Estes caras estão querendo voltar no tempo, retroceder???? Daqui a pouco vão começar a sacrificar animais em praça pública para dizer que a corrente alternada é perigosa e mata!!!! ( assim como fazia THOMAS ALVA EDISON ) QUE SACRIFICOU ATÉ ELEFANTE EM PRAÇA PÚBLICA!!!!!! Esta é a maior besteira que ouvi nos últimos 55 anos de minha existência!!!!!!!!!!! Luis Antonio Divardin

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas